30 Dias de Oração Pelo Mundo Muçulmano – Dia 17

30 Dias de Oração Pelo Mundo Muçulmano

Todo ano, milhões de muçulmanos em todo o mundo separam um mês para cumprirem um dos 5 pilares do Islamismo, um mês inteiro de jejum, conhecido como Ramadã. Nesses dias, os muçulmanos que seguem esse ritual (cerca de 93% deles) levantam-se antes do nascer do sol para se alimentar, e ficam em jejum completo até após o pôr-do-sol, com um objetivo em mente: entregarem seus corpos ao seu deus, Alá, para se aproximarem dele e terem suas preces atendidas.

Há alguns anos, muitas agências missionárias tem se engajado, durante o Ramadã, a intercederem pelos muçulmanos, para que eles venham a conhecer o Deus verdadeiro, e venham a seguir aquele que chamam de profeta Isa, conhecido por nós como Jesus Cristo. Nosso objetivo não é que eles sofram, mas que venham ter suas vidas transformadas, como cada um de nós.

Este ano, o Projeto Flechas também lança o desafio de 30 dias de oração pelo mundo muçulmano. A cada dia, postaremos um motivo diferente, e desafiamos a cada um de vocês para gastarem alguns minutos orando por tantos perdidos que seguem essa religião que cresce com uma velocidade assustadora no mundo, inclusive no Brasil. Através da oração, podemos demonstrar nosso amor e carinho por cada um deles, demonstrando, assim, o caráter e o amor de Cristo por eles.

17º Dia: Governos e Leis

Ore pelos governos e leis em nações muçulmanas.

Um dos fatores que mais elevam a perseguição a cristãos em nações muçulmanas são os governos e as leis. Apesar de, mediante a comunidade internacional, divulgarem que em suas nações há liberdade religiosa, na prática aplica-se a lei Sharia, lei baseada nas “fatwas” islâmicas. Em resumo, quando um líder religioso muçulmano dá uma ordem, ela torna-se como lei, acima das leis civis no país. Ou seja, divulgam liberdade religiosa, mas fecham igrejas e atacam pastores. Recentemente, um dos líderes muçulmanos na Arábia Saudita pediu a destruição de todas as igrejas no país. Isso foi falado abertamente, embora o governo declare ser contra a perseguição religiosa.

Às vezes pastores se veem presos à uma burocracia interminável para conseguirem realizar tarefas simples, como reformar a porta de suas igrejas. Essa dificuldade, no entanto, não acontece para as mesquitas de sua cidade. Além disso, a polícia local até promete uma proteção contra sequestros e ataques, mas sempre “demora” a aparecer quando a igreja, ou a casa do pastor, é atacada.

Milhares de missionários são expulsos toda semana de suas casas, e extraditados de volta para suas nações, só pelo fato de serem cristãos, e não seguirem a cultura muçulmana, como o jejum no Ramadã.

As eleições presidenciais são sempre motivo de muita apreensão e clamor por intercessão. Caso um presidente muçulmano radical seja eleito, isso pode significar um aumento expressivo na perseguição aos cristãos na nação.

No entanto, Deus age de forma sobrenatural. Todos os anos, milhares de Bíblias e outros materiais cristãos são “contrabandeados” para essas nações. As igrejas secretas tem crescido de uma forma impressionante, e milhares de muçulmanos tem se convertido – mesmo quando são proibidos por lei de fazê-lo.

  • Ore pelos governos. Que presidentes e governantes sejam eleitos que trabalhem para diminuir a perseguição aos cristãos. Que leis sejam feitas que venham facilitar a abertura de igrejas e projetos missionários nas nações.
  • Ore pela proteção das igrejas, pastores e missionários. Que achem graça mediante as autoridades. Que recebam proteção do Senhor quando a polícia os abandona. Que seus projetos possam ser concluídos e venham a abençoar e alcançar cada vez mais vidas.

Graça e paz.

Posted in Campanhas and tagged , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor, complete a seguir: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.